INSTITUTO PORTUGUÊS DE ACREDITAÇÃO
Informação geral
Acreditação L0470
Referencial NP EN ISO/IEC 17025:2005
Entidade Laboratórios Inpharma, SA - InLab - Laboratório de Controlo de Qualidade da Inpharma
Sigla INPHARMA - InLab
Data de Concessão 2008-10-29
Certificado em vigor 2010-02-19
Contacto Dr.ª Elisete Oliveira Lima
Esta acreditação envolve o regime da acreditação flexível global. Consulte também a respetiva Lista de Ensaios.
Locais abrangidos
Endereço Zona Industrial de Tirachapeu
472 Praia - Ilha de Santiago - Cabo Verde
Distrito Estrangeiro: Cabo Verde
Telefone (00238)2627162
Fax (00238)2627191
E-mail inlabc@inpharma.cv
Âmbito de acreditação - Local: 472 Praia - Ilha de Santiago - Cabo Verde
Anexo técnico em vigor: 2016-11-25

Produto

Ensaio

Método

Categoria

[ Águas ]

Águas de consumo e naturais doces subterrânea  Contagem de Coliformes fecais - Filtração por Membrana  PO.005 
Águas de consumo e naturais doces subterrâneas  Contagem de Clostridium Perfringens  EA UK MDW-6B 
Águas de consumo e naturais doces subterrâneas  Determinação da alcalinidade por titulação.  [5.7.3(A)]
Jean Rodier 
Águas de consumo e naturais doces subterrâneas  Determinação da oxidabilidade ao permanganato de potássio.  [2.12(D)]
Jean Rodier 
Águas de consumo e naturais doces subterrâneas  Determinação de amónia por espectrofotometria molecular  PO.017 
Águas de consumo e naturais doces subterrâneas  Determinação de Cor por Espectrometria de Absorção Molecular  PO.022 
Águas de consumo e naturais doces subterrâneas  Determinação de Magnésio por Cálculo  PO.025 
Águas de consumo e naturais doces subterrâneas  Determinação de nitritos por espectrofotometria molecular.  PO.027 
Águas de consumo e naturais doces subterrâneas  Determinação de sólidos dissolvidos totais.  [2.12(D)]
Jean Rodier 
Águas de consumo e naturais doces subterrâneas  Determinação de turvação por nefelometria.  PO.031 
Águas de consumo e naturais doces subterrâneas e de processo (hemodiálise)  Determinação de nitratos por espectrofotometria molecular.  PO.026 
Águas de consumo e piscinas  Contagem de Pseudomonas aeruginosa - Filtração por Membrana  ISO 16266 
Águas de consumo, naturais doces subterrânea e piscinas  Contagem Enterococcos fecais - Filtração por Membrana  ISO 7899-2 
Águas de consumo, naturais doces subterrâneas  Determinação da Dureza Total por Titulação com EDTA  PO.023 
Águas de consumo, naturais doces subterrâneas  Determinação de cloretos por titulação.  [7.19.3(A)] Jean Rodier 
Águas de consumo, naturais doces subterrâneas  Determinação de ferro por espectrofotometria molecular  PO.024 
Águas de consumo, naturais doces subterrâneas e de piscinas  Contagem de Coliformes - Filtração por Membrana  PO.005 
Águas de consumo, naturais doces subterrâneas e de piscinas  Contagem de Escherichia coli-Filtração por Membrana  PO.005 
Águas de consumo, naturais doces subterrâneas e de processo  Colheita de amostras para a determinação de metais (Arsénio, Boro, Cádmio, Mercúrio, Níquel, Selénio, Cálcio, Ferro, Magnésio, Manganês e Sódio).  PO.001 
Águas de consumo, naturais doces subterrâneas e de processo  Colheita de amostras para a determinação de pH, condutividade, alcalinidade, dureza, sólidos dissolvidos totais, oxidabilidade, amónia, sulfatos, turvação, nitritos, nitratos, cloretos.  PO.001 
Águas de consumo, naturais doces subterrâneas e de processo (hemodiálise)  Determinação de sulfatos por espectrofotometria molecular.  [7,49,2(A)]
Jean Rodier 
Águas de consumo, naturais doces subterrâneas e de processo (uso industrial e hemodiálise)  Determinação da condutividade eléctrica.  [5.2(A)]
Jean Rodier 
Águas de consumo, naturais doces subterrâneas e de processo (uso industrial e hemodiálise)  Determinação potenciométrica de pH com eléctrodo de vidro.  [5.3.2(A)]
Jean Rodier 
Águas de consumo, naturais doces subterrâneas, piscinas e de processo (hemodiálise e uso industrial)  Contagem de microrganismos viáveis a 22ºC - Incorporação  ISO 6222 
Águas de consumo, naturais doces subterrâneas, piscinas e de processo (hemodiálise e uso industrial)  Determinação de Temperatura  PO.030 
Águas de consumo, naturais doces subterrâneas, piscinas e de processo (uso industrial e hemodiálise)  Contagem de microrganismos viáveis a 37ºC - Incorporação  ISO 6222 
Águas de consumo, naturais doces subterrâneas, piscinas e de processo (uso industrial)  Colheita de amostras para análise de parâmetros microbiológicos constantes deste anexo técnico.  PO.001 
Águas de consumo, naturais doces subterrâneas, piscinas e de processo (uso industrial)  Determinação de cloro residual. Método colorimétrico (DPD).  PO.020 
Águas de consumo, naturais e processo  Determinação de Cálcio por Titulação com EDTA  PO.018 
Águas de Piscinas  Pesquisa e contagem de Estafilococos coagulase positiva  XP T90-412 

[ Alimentos e agro-alimentar ]

Géneros Alimentícios  Contagem de bactérias Coliformes a 30ºC  ISO 4832 
Géneros alimentícios  Contagem de Clostridium Perfrigens  ISO 7937 
Géneros Alimentícios  Contagem de Escherichia coli a 44ºC (meio com 5-bromo-4chloro-3-indolyl B-D-glucuronate)  ISO 16649-2 
Géneros Alimentícios  Contagem de Estafilococos coagulase positiva a 37ºC  NFV 08-057-1 
Géneros Alimentícios  Contagem de Listeria monocytigenes. Compass Listeria Agar  BKR23 
Géneros Alimentícios  Contagem de Microrganismos a 30ºC  ISO 4833-1 
Géneros Alimentícios  Pesquisa de Listeria monocytogenes. Compass Listeria Agar  BKR23 
Géneros Alimentícios  Pesquisa de Salmonella. Rapid Salmonella  BRD07 

[ Produtos farmacêuticos ]

Matéria prima, produto acabado e semi-acabado  Determinação da densidade relativa.  FP - 2.2.5 
Matéria prima, produto acabado e semi-acabado  Determinação potenciométrica de pH com eléctrodos de vidro.  [5.3.2(A)]
Jean Rodier 
Matéria prima, produto acabado e semi-acabado  Ponto de fusão pelo método do capilar.  FP - 2.2.14 
Tipo de produto: Matéria prima  Tipo de ensaio: Identificação de compostos por cromatografia de camada fina.  Flexibilidade tipo A 
Tipo de produto: Matéria prima  Tipo de ensaio: Identificação de substâncias relacionadas e produtos de degradação por cromatografia de camada fina.  Flexibilidade tipo A 
Tipo de produto: Produto Acabado  Tipo de ensaio: Identificação de compostos por cromatografia de camada fina.  Flexibilidade tipo A e tipo B 
Notas

Local

Notas
472 Praia - Ilha de Santiago - Cabo Verde - FP – Farmacopeia Portuguesa
- PO.xx.xxx.xx indica método interno
Este Laboratório possui um âmbito de acreditação com descrição flexível global, a qual admite a capacidade para implementar métodos dentro do enquadramento de competência dado por este Anexo Técnico.
O Laboratório tem disponível para consulta uma Lista de Ensaios sob Acreditação Flexível Global, permanentemente atualizada, discriminando os ensaios abrangidos e indexando-os ao Anexo Técnico.
Os ensaios abrangidos identificam na coluna “Método de Ensaio” o tipo de flexibilidade aceite de acordo com os seguintes
códigos:
Tipo A – Capacidade para implementar métodos normalizados e adicioná-los à Lista de Ensaios sob Acreditação Flexível;
Tipo B – Capacidade para implementar métodos desenvolvidos internamente ou adaptados pelo laboratório e adicioná-los à Lista
de Ensaios sob Acreditação Flexível.
Responsável pela gestão e implementação técnica desta matriz, nomeadamente pela aprovação da "Lista de Ensaios Acreditados" - Dr. Sandro Cardoso.
Categorias
0 - ensaios realizados nas instalações permanentes do laboratório
1 - ensaios realizados fora das instalações do laboratório ou em laboratórios móveis
2 - ensaios realizados nas instalações permanentes do laboratório e fora destas