INSTITUTO PORTUGUÊS DE ACREDITAÇÃO
Informação geral
Acreditação L0005
Referencial NP EN ISO/IEC 17025:2005
Entidade Centro Nacional de Embalagem - Laboratório
Sigla CNE - LAB
Data de Concessão 1986-06-11
Certificado em vigor 2007-02-22
Contacto Eng.ª Margarida Alves
Locais abrangidos
Endereço Complexo ISQ/Edifício F2 Av. Prof. Dr Cavaco Silva, nº 33 Taguspark
2780-994 Porto Salvo
Distrito Lisboa
Telefone 214229016
Fax 214229057
E-mail cne@isq.pt
Âmbito de acreditação - Local: 2780-994 Porto Salvo
Anexo técnico em vigor: 2017-09-26

Produto

Ensaio

Método

Categoria

[ Brinquedos, produtos de cuidado infantil, equipamentos de desporto e lazer ]

Brinquedos  Avaliação da forma geométrica de certos brinquedos  EN 71-1:2014 
Brinquedos  Avaliação das características gerais por inspeção visual  EN 71-1:2014 
Brinquedos  Avaliação de peças pequenas com cilindro  EN 71-1:2014 
Brinquedos  Determinação da energia cinética  EN 71-1:2014 
Brinquedos  Ensaio de aderência e espessura de filme de plástico maleável  EN 71-1:2014 
Brinquedos  Ensaio de bordos  EN 71-1:2014 
Brinquedos  Ensaio de compressão  EN 71-1:2014 
Brinquedos  Ensaio de imersão  EN 71-1:2014 
Brinquedos  Ensaio de impacto  EN 71-1:2014 
Brinquedos  Ensaio de materiais expansíveis  EN 71-1:2014 
Brinquedos  Ensaio de pontas  EN 71-1:2014 
Brinquedos  Ensaio de rutura dos anéis de dentição  EN 71-1:2014 
Brinquedos  Ensaio de tração  EN 71-1:2014 
Brinquedos  Inflamabilidade  EN 71-2:2011 
Brinquedos  Medição do aumento de temperatura  EN 71-1:2014 
Brinquedos  Verificação da acessibilidade de uma parte ou componente de um brinquedo  EN 71-1:2014 

[ Dispositivos de queima ]

Barbecues  Características da grelha  EN 1860-1:2013 
Barbecues  Características de Manuseamento  EN 1860-1:2013 
Barbecues  Ensaio de Combustibilidade  EN 1860-1:2013 
Barbecues  Ensaio de estabilidade  EN 1860-1:2013 
Barbecues  Ensaio de perfuração  EN 1860-1:2013 
Barbecues  Ensaio Térmico  EN 1860-1:2013 

[ Embalagem ]

Embalagens  Ensaio de empilhamento  Subsecção 6.1.5.6 do ADR 2015
ISO 16495:2013 (Anexo I) 
Embalagens  Ensaio de estanqueidade  Subsecção 6.1.5.4 do ADR 2015
ISO 16495:2013 (Anexo G) 
Embalagens  Ensaio de pressão interna (hidráulica)  Subsecção 6.1.5.5 do ADR 2015
ISO 16495:2013 (Anexo H) 
Embalagens  Ensaio de queda  Subsecção 6.1.5.3 do ADR 2015
ISO 16495:2013 (Anexo F) 
Embalagens de Cartão Canelado  Ensaio de compressão  NF H13-001:1990 
Embalagens de Transporte Completas e Cheias  Ensaio de compressão por meio de máquina de compressão  ISO 12048:1994 
Embalagens de Transporte Completas e Cheias  Ensaio de impacto vertical por queda  ISO 2248:1985 
Embalagens de Transporte Completas e Cheias  Ensaio de resistência ao empilhamento por meio de uma carga estática.  ISO 2234:2000 
Embalagens de Transporte Completas e Cheias  Ensaio de vibração a baixa frequência fixa  ISO 2247:2000 (Método B) 
Sacos de plástico com alças  Determinação das dimensões e espessura  NF H 34-010:1986 (ponto 9.3.1) 
Sacos de plástico com alças  Ensaio de choque ao enchimento  NF H 34-010:1986 (ponto 9.3.2) 
Sacos de plástico com alças  Ensaio de queda sobre o fundo  NF H 34-010:1986 (ponto 9.3.3) 
Sacos de plástico para o lixo  Determinação das dimensões e espessura  EN 13592:2017 (ponto 7.2.2, 7.2.3, 8.1.3 e 8.1.5) 
Sacos de plástico para o lixo  Ensaio de queda  EN 13592:2017 (ponto 7.2.6 e 8.2.2) 
Sacos de plástico para o lixo  Ensaio de resistência às fugas  EN 13592:2017 (ponto 7.2.5 e 8.1.7) 
Sacos de plástico para o lixo  Ensaio de resistência do sistema de fecho  EN 13592:2017 (ponto 7.2.7.2, 8.2.3) 
Sacos de plástico para o lixo  Ensaio de tração da fita do sistema de fecho  EN 13592:2017 (ponto 7.2.7.1) 

[ Metais e ligas metálicas; Plásticos, borrachas e derivados ]

Materiais com suporte metálico e revestimento polimérico  Determinação da migração global de revestimentos poliméricos em simuladores alternativos por método de célula  CEN/TS 14235:2002 
Materiais com suporte metálico e revestimento polimérico  Determinação da migração global de revestimentos poliméricos em simuladores aquosos por método de célula  CEN/TS 14235:2002 
Materiais com suporte metálico e revestimento polimérico  Determinação da migração global de revestimentos poliméricos em simuladores aquosos por método de enchimento  CEN/TS 14235:2002 
Materiais com suporte metálico e revestimento polimérico  Determinação da migração global de revestimentos poliméricos em simuladores de substituição por método de célula  CEN/TS 14235:2002 
Materiais com suporte metálico e revestimento polimérico  Determinação da migração global de revestimentos poliméricos em simuladores de substituição por método de enchimento  CEN/TS 14235:2002 

[ Papel, pasta e cartão ]

Cartão Canelado  Determinação da espessura  NP 1599:1996 
Cartão Canelado  Determinação da gramagem  NP 1601:1996 
Cartão Canelado  Determinação da gramagem dos papéis constituintes  ISO 3039:2010 
Cartão Canelado  Determinação da resistência à compressão vertical (ECT).
Método sem revestimento de cera 
ISO 3037:2013 
Cartão Canelado  Determinação da resistência ao esmagamento plano (FCT)  ISO 3035:2011 
Cartão Canelado  Determinação da resistência ao rebentamento  ISO 2759:2014 
Papel e Cartão  Determinação da espessura  ISO 534:2011 
Papel e Cartão  Determinação da gramagem  ISO 536:2012 
Papel e Cartão  Determinação da resistência à dobragem - Método de deflexão à velocidade constante  ISO 2493-1:2010 
Papel e Cartão  Determinação da resistência à tração. Método a gradiente de alongamento constante  ISO 1924-2:2008 
Papel e Cartão  Determinação da resistência ao rebentamento  ISO 2758:2014 
Papel e cartão com revestimentos poliméricos  Determinação da migração global de revestimentos poliméricos em simuladores alternativos por método de célula  CEN/TS 14234:2002 
Papel e cartão com revestimentos poliméricos  Determinação da migração global de revestimentos poliméricos em simuladores aquosos por método de célula.  CEN/TS 14234:2002 
Papel e cartão com revestimentos poliméricos  Determinação da migração global de revestimentos poliméricos em simuladores de substituição por método de célula  CEN/TS 14234:2002 
Papel, Cartão e Cartão Canelado  Determinação da absorção de água.
Método Cobb 
ISO 535:2014 
Produtos de tissue, plástico e alumínio  Dimensões  Método Interno nº 139 (2012-02-27) 
Tissue  Gramagem  ISO 12625-6:2016 
Tissue  Resistência à tração da perfuração - Eficiência do picotado  ISO 12625-12:2010 
Tissue  Resistência à tração e alongamento  ISO 12625-4:2016 

[ Plásticos, borrachas e derivados ]

Materiais Plásticos  Determinação da espessura por medição direta (filme e folha)  ISO 4593:1993 
Materiais Plásticos  Determinação da resistência ao impacto de filmes de plástico. Método DART (para M < 1,755 Kg)  ASTM D 1709-2016ae1 (Método A) 
Materiais Plásticos  Determinação das propriedades de tração  ISO 527-3:1995
ISO 527-3:1995/Cor1:1998
ISO 527-3:1995/Cor2:2001 
Materiais Plásticos  Migração específica de monoetilenoglicol e dietilenoglicol ≤ 30 mg/kg – simuladores aquosos por método de enchimento  EN 13130-1:2004 com exclusão da tabela 2, 3 e Anexo B
Regulamento 10/2011 (Anexo III e V)
EN 13130-7:2004 
Materiais Plásticos  Migração específica de monoetilenoglicol e dietilenoglicol ≤ 30 mg/kg – simuladores aquosos por método de imersão  EN 13130-1:2004 com exclusão da tabela 2, 3 e Anexo B
Regulamento 10/2011 (Anexo III e V)
EN 13130-7:2004 
Materiais Plásticos  Migração específica de monoetilenoglicol e dietilenoglicol ≤ 30 mg/kg – simuladores gordos por método de enchimento  EN 13130-1:2004 com exclusão da tabela 2, 3 e Anexo B
Regulamento 10/2011 (Anexo III e V)
EN 13130-7:2004 
Materiais Plásticos  Migração específica de monoetilenoglicol e dietilenoglicol ≤ 30 mg/kg – simuladores gordos por método de imersão  EN 13130-1:2004 com exclusão da tabela 2, 3 e Anexo B
Regulamento 10/2011 (Anexo III e V)
EN 13130-7:2004 
Materiais Plásticos  Migração global – simulador gordo por método de imersão total  EN 1186-1:2002 com exclusão da tabela 2, 3 e Anexo A
Regulamento 10/2011 (Anexo III e V)
EN 1186-2:2002 
Materiais Plásticos  Migração global – simuladores alternativos por método de célula  EN 1186-1:2002 com exclusão da tabela 2, 3 e Anexo A
Regulamento 10/2011 (Anexo III e V)
EN 1186-15:2002 
Materiais Plásticos  Migração global – simuladores alternativos por método de imersão total  EN 1186-1:2002 com exclusão da tabela 2, 3 e Anexo A
Regulamento 10/2011 (Anexo III e V)
EN 1186-15:2002 
Materiais Plásticos  Migração global - simuladores aquosos por método de célula  EN 1186-1:2002 com exclusão da tabela 2, 3 e Anexo A
Regulamento 10/2011 (Anexo III e V)
EN 1186-5:2002 
Materiais Plásticos  Migração global - simuladores aquosos por método de enchimento  EN 1186-1:2002 com exclusão da tabela 2, 3 e Anexo A
Regulamento 10/2011 (Anexo III e V)
EN 1186-9:2002 
Materiais Plásticos  Migração global - simuladores aquosos por método de imersão total  EN 1186-1:2002 com exclusão da tabela 2, 3 e Anexo A
Regulamento 10/2011 (Anexo III e V)
EN 1186-3:2002 (Método A) 
Materiais Plásticos  Migração global – simuladores de substituição por método de célula  EN 1186-1:2002 com exclusão da tabela 2, 3 e Anexo A
Regulamento 10/2011 (Anexo III e V)
EN 1186-14:2002 
Materiais Plásticos  Migração global – simuladores de substituição por método de enchimento  EN 1186-1:2002 com exclusão da tabela 2, 3 e Anexo A
Regulamento 10/2011 (Anexo III e V)
EN 1186-14:2002 
Materiais Plásticos  Migração global – simuladores de substituição por método de imersão total  EN 1186-1:2002 com exclusão da tabela 2, 3 e Anexo A
Regulamento 10/2011 (Anexo III e V)
EN 1186-14:2002 
Notas

Local

Notas
2780-994 Porto Salvo - ADR – Acordo Europeu Relativo ao Transporte Internacional de Mercadorias Perigosas por Estrada
A acreditação para uma dada norma internacional abrange a acreditação para as correspondentes normas regionais adotadas ou nacionais homologadas (i.e., “ISO abc” equivale a “EN ISO abc” e “NP EN ISO abc” ou UNE EN ISO abc, NF EN ISO abc, etc…).
Categorias
0 - ensaios realizados nas instalações permanentes do laboratório
1 - ensaios realizados fora das instalações do laboratório ou em laboratórios móveis
2 - ensaios realizados nas instalações permanentes do laboratório e fora destas